Post fixo

As duas lendas de Dunwich

Existe algo de mágico no oceano. É o lugar onde grandes coisas começam e terminam. Onde, mesmo sem querer, você é capaz surpreender-se parado com o olhar fixo no horizonte, em um estado de semi-hipnose estupefata diante de uma grandeza intransponível. O que há além? O que se esconde debaixo de suas ondas? Existe algo de mágico no Dunwich Dynamo, evento anual que reúne milhares … Continuar lendo As duas lendas de Dunwich

Coisas que você precisa saber quando começa a pedalar

Ano novo e as promessas não variam muito – geralmente incluem o trio saúde, felicidade e dinheiro. Pois a resposta para todos eles pode estar concentrada em um simples objeto: bicicleta. Transforme-a em seu principal meio de transporte na cidade e sua saúde geral vai melhorar, vai sobrar mais dinheiro e você vai ficar mais feliz.

Iniciar é o mais difícil. As dúvidas são muitas. Que bicicleta comprar? Que acessórios são necessários? Como lidar com o trânsito? Essas e outras questões que você nem imaginava vão surgir na hora em que você começar.

Embora exista ao redor da bicicleta uma comunidade coesa e acolhedora, muita gente não tem a chance de encontrar com outras pessoas antes de se iniciar na prática do ciclismo urbano e acaba tendo que aprender por tentativa e erro. Veja abaixo a nossa lista com dez coisas que você precisa saber antes de subir no selim e transformar a bicicleta no seu veículo para a cidade em 2016. Qual a sua dica para começar o ano novo pedalando? Escreva na caixa de comentários.

Imagem: Flickr Karen Ka Ying Wong4140660016_f98ed36eaf_z

Continuar lendo “Coisas que você precisa saber quando começa a pedalar”

A revolução que poderia ter acontecido

Em 1974, o programa Panorama da BBC dedicou uma edição ao ciclismo como meio de transporte na Inglaterra. “Diante das alternativas de aumento do caos no trânsito de um lado ou a falta de combustível do outro”, dizia o repórter, “os pedais vem se tornando cada vez mais atrativos. Pode até significar que nossas cidades reencontrem sua dimensão humana. Afinal de contas não é fácil se relacionar com outros seres humanos quando eles estão trancados em caixas de aço”. A crise do petróleo foi substituida pelo boom do Mar do Norte e os planos revolucionários foram arquivados. Mas finalmente agora, 40 anos depois, uma breve comparação das ruas nos informa que sim, a revolução anunciada nos anos … Continuar lendo A revolução que poderia ter acontecido

Mantenha-se seguro

Dicas de segurança para ciclistas publicadas no diário The Independent no último dia 14 de novembro. O texto é uma resposta a uma série de mortes de ciclistas, cinco no total, iniciada no dia 5 de novembro, em Londres. Todas elas envolvendo colisões com caminhões ou ônibus. O que chocou no caso específico desses nove dias é que não há precedentes para tantas mortes de ciclistas na cidade. Os últimos 3 anos contabilizaram uma média pouco maior que uma morte por mês em Londres, sendo 2011 o ano com maior fatalidades: 16 no total.

Obviamente que essa lista não esgota medidas de segurança – nem mesmo pode ser tratada como unânime (o ponto oito é bastante controverso), mas relembrar certas atitudes necessárias nunca é demais.

1 Evite caminhões
Nunca espere entre o meio-fio e um caminhão parado próximo a um cruzamento. Se ele dobrar à direita, pode ser que o motorista não o veja. Fique atrás ou, de preferência, na frente, onde você pode ser visto. Continuar lendo “Mantenha-se seguro”

Eu não sou um ciclista

por Chris Bruntlett (*)

Por favor, permita-me tirar uma coisa de dentro do peito: eu odeio quando alguém se refere a mim como um “ciclista”. A expressão “ávido ciclista” é ainda pior. Eu não sou mais ávido ciclista do que eu sou ávido caminhante ou ávido por comida. Eu sou alguém que muitas vezes usa uma bicicleta, simplesmente porque é a maneira mais civilizada, eficiente, agradável e econômica para me locomover pela minha cidade. Ainda que dependa do clima, carga, tempo e natureza da viagem que eu estou fazendo. Além de possuir uma bicicleta, eu também sou sócio de uma cooperativa de compartilhamento de automóveis, sou usuário de transporte público, e possuo muitos pares de sapatos. A bicicleta é apenas um meio para um fim. É uma ferramenta que não me transforma em um ciclista, mais do que limpar meu apartamento me transforma em um faxineiro, ou escovar os dentes me transforma em um especialista em higiene dental. Continuar lendo “Eu não sou um ciclista”

Forever Bicycle

Exposta na Nathan Phillips Square em Toronto, no Canadá, durante o evento de arte Nuit Blanche que se iniciou neste final de semana, Forever Bicycles é a obra mais recente do artista chinês Ai Weiwei. Composta de 3,144 bicicletas, cujos guidões e selins foram retirados e utilizados para conectar rodas e quadros, a instalação cria a ilusão de um labirinto tridimensional que simboliza as mudanças sociais no país de origem do artista e ao redor do mundo. Continuar lendo “Forever Bicycle”